Atuando com eficiência e qualidade no mercado de distribuição de combustíveis desde 2000, a FEDERAL PETRÓLEO, empresa genuinamente nacional, sediada em Pernambuco e com filiais nos Estados de Goiás, Bahia, Minas Gerais e Paraíba, está apta a realizar entregas em qualquer ponto do Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do País.

Nossos produtos são submetidos diariamente a um rigoroso processo de inspeção e controle de qualidade, o que garante a pureza dos derivados de Petróleo e Biocombustíveis, marca registrada da FEDERAL PETRÓLEO.

Acreditamos que o posto revendedor não é apenas um cliente e sim um importante parceiro que comercializa nossos produtos com o mesmo objetivo: oferecer combustíveis de qualidade com preços justos ao consumidor.

MISSÃO

MISSÃO

Comercializar e distribuir derivados de petróleo e biocombustíveis, atendendo às expectativas do mercado, com máximo retorno sobre o investimento.

VISÃO

VISÃO

Desenvolver-se de forma sustentável nos mercados das regiões Nordeste e Centro-Oeste do País, agregando valor aos acionistas e à sociedade.

VALORES

VALORES

Ética, comprometimento, trabalho em equipe e capacidade empreendedora,
são nossos valores para atrair e fidelizar clientes, alavancando o crescimento e a rentabilidade do negócio

GASOLINA - Comum e aditivada

Combustível volátil, inflamável e constituído basicamente por hidrocarbonetos e, em menor quantidade, por produtos oxigenados, a Gasolina C (vendida nos Postos Revendedores) é composta por 73% de Gasolina A e de 27% de AEAC (Álcool Etílico Anidro Combustível); proporção que obedece a legislação vigente. O AEAC, que é adicionado à Gasolina, recebe, obrigatoriamente, a adição de corante alaranjado.

A Gasolina distribuída pela FEDERAL PETRÓLEO é submetida diariamente a um rigoroso processo de inspeção o que garante sua pureza e qualidade.

DIESEL

Óleo Diesel B S500 Comum e Aditivado

Combustível inflamável, medianamente tóxico, volátil, com odor característico e coloração natural, o óleo Diesel B S500 é composto por 92% em volume de óleo diesel e 8% em volume de biodiesel (B100), conforme legislação vigente. É utilizado em motores de combustão interna e ignição por compressão (motores do ciclo diesel) empregados nas mais diversas aplicações; tais como: automóveis, furgões, ônibus, caminhões, e aplicações estacionárias (geradores elétricos, por exemplo).

O Diesel B S500 possui teor de enxofre máximo de 500 ppm e sua comercialização é realizada nos municípios listados  Resolução ANP N° 65 de 09/12/11.

O Diesel distribuído pela FEDERAL PETRÓLEO é submetido diariamente a um rigoroso processo de inspeção o que garante sua pureza e qualidade.

Óleo Diesel B S10 Comum e Aditivado

Combustível inflamável, medianamente tóxico, volátil, com odor característico e coloração natural, o óleo Diesel B S10 é composto por 92% em volume de óleo diesel e 8% em volume de biodiesel (B100), conforme legislação vigente. É utilizado em motores de combustão interna e ignição por compressão (motores do ciclo diesel) empregados nas mais diversas aplicações; tais como: automóveis, furgões, ônibus, caminhões, e aplicações estacionárias (geradores elétricos, por exemplo).

O Diesel B S10 possui teor de enxofre máximo de 10 ppm e sua comercialização deve ser realizada, obrigatoriamente, para os municípios listados na Resolução ANP N° 65 de 09/12/11.

ETANOL

Combustível ecologicamente correto, o etanol não afeta a camada de ozônio e é obtido de fonte renovável. Como é obtido a partir da cana-de-açúcar, ajuda na redução do gás carbônico da atmosfera, através da fotossíntese nos canaviais. Outras vantagens ambientais, ainda relacionadas à fase de plantio/cultivo da cana-de-açúcar, são o aumento da umidade do ar e a retenção das águas da chuva.

O etanol distribuído pela FEDERAL PETRÓLEO é um produto testado e controlado, desde a produção até a distribuição nos postos, para garantir ao consumidor que as suas características físico-químicas atendam às especificações da Agência Nacional de Petróleo.

KIT DE ABASTECIMENTO

Kit Combustível

Visando atender às necessidades de armazenagem de nossos grandes clientes, tais como, órgãos públicos, construtoras, transportadoras etc, nossa empresa disponibiliza através de Comodato de equipamentos, um kit de abastecimento formado por tanque com capacidade de 15.000 litros, bomba e filtro de combustível, além de assessoria técnica.

Hoje já são dezenas de Kit´s em funcionamento pelo Brasil, nos canteiros de obras, empresas de transporte de cargas e passageiros, órgãos públicos, instalações militares etc, consolidando uma importante parceria comercial que proporciona aos nossos clientes economia , comodidade e tranqüilidade na armazenagem de combustíveis, uma vez que, além dos equipamentos, oferecemos treinamento para qualificação dos usuários, seguindo normas internacionais de segurança.

Procedimento para validação de seguros de cargas (FOB)

Para validação do seguro, em casos de sinistros, algumas providências precisam ser tomadas, e alguns processos adotados, para garantia da cobertura, a seguir detalharemos os pontos que foram extraídos da apólice de seguro que precisam ser verificados e executados nesse processo.

No item 2.1 é tratado sobre o cadastro dos motoristas e dos veículos. Exige-se que todos as operações de transportes efetuada pela Federal, independente da modalidade (compra, venda, , devolução etc.) para que esteja devidamente acobertada pela seguradora, que os cadastros estejam devidamente registrados e no dentro do prazo de validade estipulados pela gerenciadora e que tenham sido consultados antes do embarque da carga.

Como pode ser observado no item 2.2 “Procedimento de viagem” em seu item “b”:

Garantir que todos os motoristas e veículos utilizados na operação de transporte sejam previamente credenciados e certificados de acordo com os procedimentos de segurança pré-estabelecidos neste documento. […] Será obrigatório apresentação do registro de pesquisa/consulta emitido pelo Gerenciador de Riscos caso ocorra o sinistro”.

Assim é necessário, para garantia da cobertura do seguro, que todos os carregamentos sejam realizados por motoristas “recomendados” pela gerenciadora de riscos, e esse status só é possível de ser observado após o cadastro e validação pela gerenciadora. Todos os motorista e veículos precisam estar devidamente cadastrados no site da gerenciadora de risco (http://stratum.com.br/gerenciamento) e aptos a realizar a prestação de serviços de transporte dos produtos.

Segue abaixo listagem dos documentos obrigatórios para cadastro dos veículos e dos motoristas no site da Gerenciadora de Risco (GR)

  • Veículos

Clientes que aderirem o seguro devem enviar a cópia ou apresentarem as documentações no ato do carregamento que constem as informações abaixo para cadastro e verificação no gerenciamento de risco por parte da Federal Petróleo:

Placa, nome do proprietário, cnpj, informar se veículo é próprio ou arrendado, renavam, chassi, marca, modelo, cor, ano de fabricação, antt, número de eixos, uf e município.

  • Motorista

O cadastro dos motoristas deve ser feito com a apresentação ou envio de documentações que comprovem: identidade, cnh, transportadora vinculada, comprovante de residência e referências.

Sendo permito apenas o cadastro em duas modalidades, frota própria ou agregado, não sendo permitido nem uma outra modalidade de cadastro(ex: autônome), vale ressaltar que para ser considerado agregado, o motorista deve ter contrato de prestação de serviços com a transportadora e ter realizado no mínimo uma média de 5 viagens por mês nos últimos 12 meses.

Item 2.3 Será permitido o trânsito dos veículos apenas entre horário de 04h00 às 22h00. No horário compreendido entre 22h às 03:59h será obrigatório a parada para pernoite em local devidamente credenciado e autorizado pelo Gerenciador de Risco. Conforme regra Plana de Rota estabelecida neste documento.

Item 2.3.1  Procedimentos deslocamento veículo dentro e fora da área de risco:

Expressamente proibidas às paradas voluntárias dentro das seguintes áreas de risco: toda a área determinada pelo num raio de 150 km a partir do marco zero da cidade.

Considera-se em especial como área de risco as cidades: Contagem-MG, Varginha-MG, Uberaba-MG, Belo Horizonte/MG, Campinas/SP, Curitiba/PR, São José dos Pinhais-PR, Goiânia/GO, PortoAlegre/RS, Ribeirão Preto/SP, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, São Paulo/SP, Uberlândia/MG, Vitória/ES.

Fica proibido, sub quaisquer argumentos, as paradas voluntárias do veículo transportador tais como alimentação, abastecimento, pernoite e outros dentro das áreas consideradas de riscos cujos locais não tenham sidos reconhecidos e credenciados no plano de rotas estabelecido pela Gerenciadora de Riscos.

As paradas em locais de risco serão aceitas somente se realizadas em locais previamente autorizados pelo gerenciador de riscos e/ou dentro de uma unidade operacional do transportador; salvo exceções de problemas mecânicos que impeçam o deslocamento do veículo até o local autorizado;

Não é permitida a parada e ou pernoite do veículo carregado em residência, bem como locais desconhecidos como vias públicas e terrenos baldios. Esta regra aplica-se a todos os embarques independente da obrigatoriedade de monitoramento do veículo.

Quanto ao processo de entrega de carga no cliente final localizado dentro da área de risco, não será autorizado a permanência do veículo em via pública aguardando agendamento de entrega por mais de 24 horas. Caso o veículo necessite aguardar definição e/ou reagendamento da janela de entrega por um período superior a 24 horas será necessário providenciar a segurança para sua permanência no local e/ou o deslocamento para um local identificado pelo gerenciador de risco (Ponto de apoio, estrutura do transportador e/ou estrutura do segurado);

Horário de Trânsito: Conforme regra estabelecida nas tabelas acima, o veículo deverá respeitar o horário de trânsito pré-estabelecido de 05h00 as 23h00. No período indicado como restrição de deslocamento compreendido de 23h00 as 04h59 o motorista deverá efetuar a parada para pernoite em local indicado pelo gerenciador de riscos. Conforme plano de rota estabelecido para as viagens monitoradas.

Na constatação de falha de qualquer item do gerenciamento e/ou inexistência dos procedimentos acima descritos por parte do segurado fica facultada a esta seguradora o direito de negativa de sinistro.